28 de agosto de 2009

A Duquesa (Atenção: contém pequenos spoilers)

― Juro que nunca consegui entender porque as roupas das mulheres têm que ser tão complicadas.

― É só nossa maneira de nos expressar, creio. Os homens têm tantas maneiras de se expressar, enquanto nós, mulheres, temos que nos satisfazer com nossos chapéus e nossos vestidos.

Assisti ontem A Duquesa com Keira Knightley e Ralph Fiennes. É a história real de Georgiana Spencer (1757 – 1806), casada em seu aniversário de 17 anos com William Cavendish, 5o. Duque de Devonshire. Ela era uma pessoa extrovertida, liberal, opinativa e apaixonada, numa época em que as mulheres nao tinham direito a opiniao e só eram valorizadas por sua capacidade de procriacao. O próprio duque só dirigia a palavra à Georgiana para passar instrucoes e, ocasionalmente, insultá-la por sua aparente incapacidade de gerar filhos (do sexo masculino).

De qualquer forma, Georgiana se tornou muito famosa e admirada por todos. Uma das personagens do filme diz: “o duque de Devonshire deve ser o único homem em toda a Inglaterra que nao está apaixonado por sua mulher”. Como uma verdadeira celebridade, seu estilo de roupas era observado e copiado pelas mulheres da época, seus discursos eram comentados, ela era alvo de fofoca e especulacoes pelo povo e pela mídia e ela usava a atencao que trazia para influenciar a populacao com campanhas políticas (lembrando que, naquela época, as mulheres sequer podiam votar).

Cheguei a uma conclusão brilhante, na minha humilde opinião, após ver esse filme: o feminismo pode ter ajudado em uma coisinha ou outra, mas nunca vou perdoá-lo por nos privar de usar esses vestidos super legaiiis, ao possibilitar outras formas de expressão para as mulheres. Usar roupas práticas para trabalhar? Pfft! >.< É culpa do feminismo e da Coco Chanel. Revolta! Quero usar roupas do século XVIII!

P.s. Além de ser famosa pela beleza, estilo, engajamento político, paixão por jogos de azar e um casamento infeliz, a Georgiana é tatata…ravó da Lady Di. O que não teve relevância nenhuma na vida dela, já que a Diana só nasceu 155 anos depois de sua morte.

  • julia

    como e o final do filme eu nao assisti o que acontece com a duquesa e quero muito saber

  • Pingback: Maria Antonieta: mais vestidos e chapéus - Mima Pumpkin()

  • Anonymous

    Eu tbm queria usar as rouaps do seculo xviii , acho q hoje as mulheres estao se desvalorizando muito….quem gosta gosta né…

  • Jan

    Nao sei pq saiu a identidade do meu marido….sou eu ,a pastora Mônica.

  • Jan

    Mima ,querida,are you crazy???
    Esqueca os lindos tecidos e observe o feitio da roupa:peitos quase de fora , cintura super fina e quadris avantajados…mais “Frauenfeindlich “impossivel!Reduzia a mulher a uma coisa ridicula bem longe do seu natural,parecido como nos dias de hoje mesmo.Muitas mulheres morreram com essa moda por asfixiacao ou por costelas quebradas.
    Nunca,mas nunca mesmo eu gostaria de ter nascido em epoca anterior `a que eu vivo.Desfruto de todas as vantagens e conquistas que o feminismo trouxe ,mas sou livre do seu jugo adverso a homens e bebês.
    Achei o filme deprimente,o assisti durante a viagem ao Rio em fev.Me entediei profundamente e qdo soube q a criatura realmente existiu…
    Agora,eu curto demais o estilo pomposo dessa epoca,quer dizer,la´na casa dos ricos tinha muita coisa bonita de se ver!

  • Mel

    Também quero usar roupas do século XVIII! Adoro assistir filmes dessa época com esses vestidos lindos *-* Bem melhor do que calça jeans…

  • Quando eu assisti o filme, falei para Mima, que a historia dela tinha muita coisa em comum com Diana e o Charles. E pra nossa surpresa, esse filme que foi baseado em fatos reais, é a historia de uma Duquesa que foi tatatatatar…avó da princesa Diana, uau. Olha parte da historia de antepassados se repetindo. Quem nao assitiu assista pra confirmar quantas seenhancas.
    Permita-me discordar em ser legal usar aquelas roupas,bonitas, mas terrriveis, era uma prisao e nem um pouco confortavel, levava horas veti-las: Já pensou nos espartilhos que tiravam a respiracao e aquele monte de araminhos e recheios para tornar bumbuns grandoes,cinturas finas demais etc nao preciso disso rss. Quero o conforto das nossas roupas modernas. O Feminismo estragou um montao de coisas mesmo, mas isso nao queria nao. rss. Queria ver voce Mima vestida com toupas dessa e andando por ai rss.
    Muito legal seus postes, sou sua fa.bjos

  • O vestido listrado que ela usa ao ar livre é *LINDO*!!!!

    Buuu, abaixo o feminismo! Vamos manter só o fato dos homens ajudarem nas tarefas domésticas e nos tratarem feito gente! hehehe

    E não é bizarro ver as semelhanças entre a vida dela e da Lady Di.

    E e e e… eu acho lindo esse nome, Georgiana. ^^

  • “O feminismo pode ter ajudado em uma coisinha ou outra, mas nunca vou perdoá-lo por nos privar de usar esses vestidos super legaiiis, ao possibilitar outras formas de expressao para as mulheres. Usar roupas práticas para trabalhar? Pfft! >.< É culpa do feminismo e da Coco Chanel. Revolta! Quero usar roupas do século XVIII!"
    Faco minhas as suas palavras! :D

  • Mima, vc nasceu no século errado fia!