Futuro

O peso do silêncio

No momento, não tenho palavras leves para um site repleto de borboletas. Vivo ultimamente pesada—de preocupações, de dúvidas e de silêncios. É, descobri que até o silêncio tem peso. No mínimo, o peso do que não pode ser expressado nem em lágrimas. Algum dia, quando não doer mais, extravaso. Será possível?

Ler Mais

Os restos

Quando nós o ganhamos, ele já era considerado lixo para o padrão da maior parte dos alemães. E com razão. Era grande demais, feio e descascava tanto que aspirar o chão uma vez por dia não dava conta do recado. Com o tempo, cinco anos depois que já estragado foi passado às nossas mãos, aquele sofá […]

Ler Mais

Palavras dignas de você

Há muitos meses, quase anos, planejava escrever um texto a respeito do meu pai. Mas a ocasião nunca me pareceu ideal—nos últimos aniversários dele estive fora num estágio obrigatório do seminário e datas como Dia dos Pais passaram despercebidas por aqui. O momento não chegou, as palavras não se arranjaram sozinhas e o dia que […]

Ler Mais

21/01/2013

Aquele momento em que o mundo segue seu curso e alguns de nós ficam para trás.

Ler Mais

Um novo início a qualquer momento

Uma lareira não aquece sem fogo, especialmente, quando não tem lenha. Mas não há homens na casa para cortá-la e provavelmente nunca mais haverá. Ela olha pela janela e vê as folhas apodrecidas acumuladas no chão, sinal derradeiro do inverno que se aproxima. A casa de madeira que seus sogros construíram mal será capaz de […]

Ler Mais

Um último adeus

A última lembrança que tenho sua, embora não a mais forte, é daquela despedida casual e descuidada, beijos rápidos na bochecha e um “até breve” sincero. Veríamo-nos tão logo, delongas não eram necessárias, lágrimas não seriam derramadas, nem sequer um minuto gasto para memorizar últimos olhares. Acordei numa manhã ao som de agitação e desespero […]

Ler Mais