15 de janeiro de 2010

Poesia for dummies parte III – Emily Dickinson

Fiquei feliz que várias pessoas se prontificaram a espalhar o vírus pela blogosfera! ^^ Está declarada iniciada a Epidemia poética. Você que ainda não teve a oportunidade, tem muito tempo para participar! A semana poética dura pelo menos 7 dias (ironicamente, igualzinho à semana nao-poética).

Só para relembrar, aqui está o desafio proposto alguns posts atrás:

[yellow_box]Desafio ao leitor: Achar um poema no universo que você não ache tão bobo ou agonizante quanto os da aula de literatura e postar em algum lugar da blogosfera (aqui, em seu próprio blog ou no blog de algum chato). Se quiser, pode até fazer uma introdução dizendo por quê escolheu aquele poema e que significado ele tem para você. Vamos espalhar o vírus! ^^[/yellow_box]

O vídeo abaixo foi feito enquanto eu estava me maquiando e pensando sobre a nossa amiguinha Emily Dickinson. Emily quem? Veja o vídeo… e se tudo o mais falhar, consulte a Wikipedia x)

Sim, recitei a versão Sandy & Juniorzada do poema porque, trust me, ninguém quer ouvir meu sotaque uondêr-fúúúl no inglês.

[white_box]Leia também: Poesia for dummies parte IV – Cecília Meireles. Compre livros da Emily Dickinson, clicando aqui.[/white_box]

8 Comments on “Poesia for dummies parte III – Emily Dickinson

Naty
21 de janeiro de 2010 em 16:58

sua cara de compaixão da Emily é sensacional…hehehe

Minha contribuição, poema meio batido, mas que tem um significado especial pra mim:

“Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive “

Fernando Pessoa “Encarnando” Ricardo Reis

Bjocas Mimaaaa tá tudo lindo por aqui

Responder
Cíntia Mara
18 de janeiro de 2010 em 16:33

Que lindo, adorei a poesia!
Eu tenho que dar um jeitinho de participar. Aguarde, rsrs.

Bjos

Responder
Anne
17 de janeiro de 2010 em 19:21

Vou deixar minha contribuição também, mesmo não sendo muito fã de poesia. esta é de uma amiga minha, Wendy Tjelflaat, ela é canadense e fez essa poesia especialmente para nós (marido e eu) e eu tenho pendurada ao lado da porta de entrada da minha casa.
“May the Lord bless our home.
May those that enter,
Feel His love.
May those that leave,
Take with them peace.
May those that live here,
Follow His path.”

Acho muito bonitinha e tem especial significado para nós.

Responder
Anne
17 de janeiro de 2010 em 19:20

Este comentário foi removido pelo autor.

Responder
Debby
17 de janeiro de 2010 em 03:12

Mima é uma nerd fashion, gente!

=*

Responder
Brenda Nepomuceno
16 de janeiro de 2010 em 11:45

(O Lewis é o cara! [2])
Adorei esse vídeo também. Aliás, adoro a Emily Dickinson desde a Série Selena, rs. Tá vendo? Robin Jones Gunn também é cultura! ;)
(Devo pelo menos metade do que sou à Cris & cia, por pior que seja assumir…)
Ah, falando na Emily, ontem li um livro muuuito bom, “A Room Of One’s Own”, da Virginia Woolf. Não é poesia, mas ela discorre sobre mulheres e Literatura – suuuper interessante. Já leu? Acho que você vai gostar! Além de super inteligente, os comentários dela são muito engraçados. E claro, Jane Austen é super falada! ;)
Beijinhos, Mima!

Responder
Mima
16 de janeiro de 2010 em 11:07

Junia – Êêê!!!! *lágrimas felizes* Nada foi em vao! CLARO que pode ser do Lewis! Adoro o Lewis! O Lewis é o cara! :D

Responder
Junia
16 de janeiro de 2010 em 10:21

Mais um vídeo super legal e criativo, Mimovsky.

Ok, vamos fazer assim: vou fazer um esforço pra passar a gripe da poesia pra frente. Acho que o meu marido tem alergia a isso, então vai ser no blog mesmo, rs.

Pode ser uma do Lewis? Sabia que ele escreveu poesia?

Responder

Deixar um comentário