25 de maio de 2012

Tênue equilíbrio

No mistério do sem-fim
equilibra-se um planeta.

E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro;
no canteiro uma violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,

entre o planeta e o sem-fim,
a asa de uma borboleta

– Cecília Meireles –

  • REBECA – Também gosto demais. Ela sempre me passa sensações. Gosto de texto que me passam sensações.

  • Gosto muito de Cecília Meireles…E esse é um dos mais bonitos poemas dela.

    Beijinhos e até mais.