7 de maio de 2012

Uma boa fuga

Sempre imaginei como deve ter sido viver em uma época em que não havia televisão, nem rádio, nem computador, nem telefones, nem video-games, nem prensa, nem mais nada que nos pudesse distrair da vida. Como seríamos se coisas inúteis não nos ocupassem tanto o tempo? Será que já teríamos inventado a cura para o câncer? Teríamos novos Shakespeares, novos Sócrates e Platãos? Como seríamos se não pudessemos ser distraídos?

Aí percebo que nunca houve uma época em que não houvesse distrações da vida. Sempre houve teatro, contos falados e imaginação. Sempre houve fuga. A vida sem arte deve ser intolerável. Mas a verdadeira arte é uma fuga saudável, que nos aponta em sua essência de volta à vida, amplia as nossas perspectivas para que a enxerguemos pelo que é, de todos os lados.

Mas toda distração que nos rouba a vida, consome-nos o tempo, que não tem propósito e nem luz, que nos limita e cativa ao invés de arrancar as paredes dos preconceitos e do automatismo, é uma droga e deve ser eliminada.

Nós somos moldados por tudo que experimentamos, vivenciamos e lembramos. Se isso é verdade, não faz mais sentido encher a mente com o que nos levanta? Não é preferível buscar a verdade que nos desperta, ao invés de mentiras que nos entorpecem?

Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.
O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco. Filipenses 4:8-9

Todavia, lembro-me também do que pode dar-me esperançaGraças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a tua fidelidade! Digo a mim mesmo: A minha porção é o Senhor; portanto, nele porei a minha esperança. O Senhor é bom para com aqueles cuja esperança está nele, para com aqueles que o buscam; é bom esperar tranqüilo pela salvação do Senhor. Lamentações 3:21-26

Minhas fugas do momento:

– Bons livros, que inspiram a melhorar:
Lendo atualmente: Every Woman’s Marriage (Shannon Ethridge), The Hunger Games Series: Catching Fire (Suzanne Collins), Convite à Loucura (Brennan Manning), The Vow (Kim e Krickitt Carpenter)

– Bons filmes, que trazem reflexões sobre a sociedade:
Vistos recentemente: Diamante de Sangue (moral: não compre diamantes!), O Jardineiro Fiel (empresas farmacêuticas são do mal!), Tudo Pelo Poder (a busca pelo poder corrompe!), Para Sempre (casamento é para sempre!)

– Sites e blogs, que fazem pensar:
Recém-descobertos: Brain Pickings, Beyond Waiting, Intelligent Life Magazine, Content in a Cottage

– Sites e blogs, que incentivam a um estilo de vida saudável:
Recém-descobertos: Spark PeopleFitsugar

– Escrever, que ajuda a organizar os pensamentos:
Publicamente aqui e aqui, privativamente no diário online Penzu.

– Sonhar acordada, que gera pensamentos novos e mais altos.

Quais são suas fugas? Elas o impulsionam a uma visão mais clara da vida? Com elas, você se sente mais motivado? Ou suas fugas só roubam o seu tempo?